Avanti Marketing

blog

Comunicação inclusiva no Mês LGBTQIA+

O mês de junho é reconhecido mundialmente como o Mês do Orgulho LGBTQIA+. Essa celebração tem suas raízes nos eventos de Stonewall, ocorridos em junho de 1969, em Nova York. Naquela época, a comunidade LGBTQIA+ enfrentava severa discriminação e repressão policial. Na noite de 28 de junho, uma série de manifestações espontâneas e violentas começou em resposta a uma batida policial no bar Stonewall Inn, no bairro de Greenwich Village. Esses eventos marcaram o início do movimento moderno pelos direitos LGBTQIA+.

Desde então, junho se tornou um mês de celebração e conscientização, onde a diversidade é exaltada e os direitos das pessoas LGBTQIA+ são promovidos. Paradas do orgulho, eventos culturais, palestras e outras atividades são organizadas ao redor do mundo, destacando a importância da inclusão e igualdade.

Para as empresas, o Mês do Orgulho LGBTQIA+ é uma oportunidade de demonstrar apoio genuíno, reforçando o compromisso com a diversidade e a inclusão. No entanto, é essencial abordar essa temática com sensibilidade e autenticidade. Neste artigo, trazemos dicas sobre o que é e não é recomendado na comunicação inclusiva.

Dicas para falar sobre a temática LGBTQIA+

O que é recomendado

Autenticidade

Demonstre apoio genuíno. Isso significa adotar políticas inclusivas e práticas diárias que beneficiem a comunidade LGBTQIA+, não apenas durante o mês de junho, mas o ano todo.

Por exemplo, implementar treinamentos sobre diversidade e inclusão e criar grupos de afinidade LGBTQIA+ dentro da empresa são práticas que mostram um compromisso legítimo com a causa.

Educação contínua

Invista em treinamento para toda a equipe sobre questões LGBTQIA+. Isso ajuda a criar um ambiente mais acolhedor e informado.

Isso pode incluir workshops, seminários e acesso a recursos sobre questões LGBTQIA+, o que não só aumenta a conscientização, mas também capacita os funcionários a serem aliados na causa e na promoção de um ambiente inclusivo.

Visibilidade às vozes LGBTQIA+

Dê espaço para que membros da comunidade LGBTQIA+ compartilhem suas histórias e perspectivas. Isso pode incluir campanhas de marketing, palestras e eventos.

Um exemplo disso é a campanha “It Gets Better” (Isso Melhora), que começou como uma série de vídeos em que pessoas LGBTQIA+ compartilhavam suas histórias de superação e apoio. Empresas podem criar plataformas semelhantes para amplificar as vozes de seus próprios funcionários LGBTQIA+.

Uso de linguagem inclusiva

Certifique-se de que a comunicação da sua empresa utiliza uma linguagem que respeite todas as identidades de gênero e orientações sexuais. Isso inclui evitar suposições sobre o gênero ou a orientação sexual de alguém e usar pronomes e termos inclusivos. 

O que não é recomendado

Pinkwashing

Evite apoiar a causa LGBTQIA+ apenas para fins de marketing. O público percebe quando o apoio é superficial e isso pode gerar críticas e prejudicar a imagem da marca.

Pinkwashing é um termo usado para descrever empresas que apoiam publicamente a comunidade LGBTQIA+ apenas para melhorar sua imagem durante o mês de junho, sem fazer mudanças significativas ou apoiar a comunidade de forma genuína. Isso pode ser muito prejudicial, pois os consumidores modernos são mais conscientes e críticos em relação às práticas das empresas.

Estereotipação

Evite usar estereótipos em suas campanhas de marketing. A representação deve ser diversa e autêntica, refletindo a realidade da comunidade LGBTQIA+.

Por exemplo, representar todas as pessoas LGBTQIA+ como extravagantes ou hipersexualizadas não só é impreciso, mas também prejudicial. Em vez disso, mostre a diversidade real dentro da comunidade, incluindo pessoas de diferentes idades, raças, etnias e experiências de vida.

Silêncio após junho

Não limite seu apoio à comunidade LGBTQIA+ ao mês de junho. O compromisso com a inclusão deve ser contínuo e refletido em todas as ações da empresa ao longo do ano.

As ações de apoio devem ser sustentáveis e contínuas. Por exemplo, continuar promovendo iniciativas de inclusão, apoiando eventos LGBTQIA+ e revisando políticas internas para garantir que sejam inclusivas.

Apropriação de símbolos

Use símbolos da comunidade LGBTQIA+ com respeito e entendimento. A apropriação inadequada pode ser percebida como desrespeitosa e oportunista.

Por exemplo, usar a bandeira do arco-íris apenas para atrair clientes LGBTQIA+ sem realmente apoiar a comunidade pode ser visto como desrespeitoso. Certifique-se de que qualquer uso de símbolos seja acompanhado por ações e apoios tangíveis.

Desconsiderar Feedback

Esteja aberto a críticas e feedback da comunidade LGBTQIA+. Isso ajuda a melhorar as práticas e a garantir que a empresa esteja realmente contribuindo de forma positiva.

Quando a comunidade LGBTQIA+ ou seus aliados fornecem feedback, é importante ouvir e fazer ajustes necessários. Isso mostra que a empresa está comprometida com a melhoria contínua e realmente valoriza a inclusão.

Como Medir o impacto de suas iniciativas 

  • Feedback dos funcionários: uma das maneiras mais eficazes de medir o impacto de suas iniciativas de inclusão LGBTQIA+ é através do feedback dos funcionários. Realize pesquisas internas para avaliar como os colaboradores LGBTQIA+ percebem o ambiente de trabalho e as políticas de inclusão.

  • Engajamento nas redes sociais: monitore o engajamento nas redes sociais durante e após as campanhas de inclusão LGBTQIA+. Isso pode incluir métricas como curtidas, compartilhamentos, comentários e alcance das postagens.

  • Parcerias e Colaborações: avalie o impacto de suas parcerias com organizações LGBTQIA+. Isso pode incluir a quantidade de recursos arrecadados, o alcance das campanhas conjuntas e o feedback das organizações parceiras.

  • Retenção e satisfação dos funcionários: monitore as taxas de retenção e a satisfação dos funcionários LGBTQIA+. Um ambiente de trabalho inclusivo geralmente resulta em maior satisfação e retenção de talentos.

  • Impacto nas vendas e na fidelidade do cliente: avalie o impacto de suas iniciativas de inclusão LGBTQIA+ nas vendas e na fidelidade do cliente. Isso pode incluir o aumento nas vendas durante campanhas de inclusão e o feedback dos clientes sobre as iniciativas da empresa.

Conclusão

O Mês do Orgulho LGBTQIA+ é uma oportunidade importante para as empresas se posicionarem em prol da diversidade e inclusão. No entanto, é importante que esse posicionamento seja autêntico e aconteça durante todo o ano. Seguindo as dicas mencionadas, sua empresa pode contribuir de maneira significativa para a promoção de um ambiente mais inclusivo e respeitoso.

Para mais informações e estratégias sobre como abordar a temática LGBTQIA+ em sua comunicação, visite nosso site Avanti Marketing. Juntos, podemos fazer a diferença!

Leia também:

plugins premium WordPress