Avanti Marketing

blog

Conheça o Google SGE, a nova experiência generativa de busca

Conheça o Google SGE, a nova experiência generativa de busca

O Google não para de nos surpreender com suas inovações, e o mais recente lançamento, o Search Generative Experience (SGE), não é exceção. Este novo mecanismo de pesquisa, que tem sido mencionado como o “Magi”, está prestes a revolucionar a forma como realizamos buscas na plataforma.

Neste Blog Post, analisamos o novo Google SGE, explorando como ele funciona e como ele pode aprimorar nossas buscas com o poder da inteligência artificial.

Google SGE: uma Nova Experiência de busca

A primeira coisa que você notará ao usar o novo Google SGE é a sua interface. O SGE é projetado para fornecer respostas geradas por inteligência artificial (IA) acima dos resultados de pesquisa tradicionais. Estas respostas são rotuladas claramente como “Generative AI is experimental” e são seguidas por uma resposta à sua consulta.

Cada resposta gerada pela IA está contida em uma caixa que também cita os sites utilizados para gerar a resposta. Isso oferece transparência ao usuário, permitindo-lhe verificar a fonte da informação fornecida. Além disso, os sites mencionados nas respostas são clicáveis, o que permite ao usuário aprofundar-se em informações adicionais.

Uma característica notável do SGE é a capacidade de alternar entre respostas mais superficiais e respostas mais aprofundadas. Ao clicar no botão de expansão no canto superior direito da caixa, você terá acesso a respostas adicionais geradas pela IA.

Além disso, o Google se esforça para tornar a experiência mais visual e interativa. As caixas de resposta de IA podem conter imagens e links para sites relevantes, facilitando o acesso a informações adicionais.

Esta nova abordagem não se limita apenas às buscas tradicionais, mas também se estende a buscas verticais, como resultados de compras do Google Shopping. O SGE do Google é capaz de extrair informações de um vasto banco de dados de 35 bilhões de listagens de produtos do Google Shopping Graph, com 1,8 bilhão de atualizações por hora. Isso requer que a IA generativa seja atualizada quase em tempo real para fornecer respostas precisas e atualizadas.

Além disso, o SGE é equipado com uma funcionalidade de conversação que permite que os usuários acompanhem suas consultas com perguntas de acompanhamento. O contexto da pesquisa é transferido de pergunta para pergunta, tornando a experiência mais fluida e natural.

Conheça o Google SGE, a nova experiência generativa de busca

A Tecnologia por trás do Google SGE

O funcionamento do Google SGE é baseado em uma variedade de modelos de linguagem generativa, incluindo o MUM e o PaLM2. Esses modelos são treinados especificamente para realizar tarefas relacionadas à pesquisa, como identificar resultados de alta qualidade e corroborar informações.

No entanto, o Google adota uma abordagem cautelosa em relação ao que o SGE pode responder. Consultas que envolvem questões médicas ou financeiras podem não receber respostas, já que o Google busca evitar a divulgação de informações potencialmente prejudiciais ou imprecisas. O mesmo cuidado se aplica a tópicos considerados YMYL (Your Money, Your Life), que também incluem informações cívicas.

Para manter a qualidade das respostas, o Google procura fontes confiáveis e verifica a qualidade das informações antes de exibi-las. Quando o sistema do Google tem baixa confiança em uma resposta devido a dados insuficientes ou informações sensíveis, ele opta por não gerar uma resposta.

Outro aspecto importante é o estilo das respostas. O Google prioriza respostas mais factuais em vez de respostas fluidas, uma vez que as pessoas tendem a confiar mais em informações precisas.

Google SGE: ampliando o ecossistema

O Google adota uma abordagem de cinco pontos ao implementar a IA generativa na pesquisa:

🟣 Anúncios: A plataforma também considera a exibição de anúncios relevantes e informativos aos usuários.
🟣 Ecossistema: O Google busca fornecer tráfego e créditos aos editores de conteúdo, incentivando os usuários a explorar fontes confiáveis.
🟣 Necessidades de informação: O Google visa reduzir o número de etapas necessárias para que os usuários alcancem suas metas de pesquisa e tornar a experiência mais fluente.
🟣 Qualidade da informação: O Google prioriza a qualidade das informações e a precisão das respostas geradas pela IA, especialmente em tópicos críticos, como saúde e finanças.
🟣 Restrições de segurança: O Google está atento às respostas que podem ser potencialmente prejudiciais ou imprecisas, garantindo que os resultados sejam confiáveis.

Conheça o Google SGE, a nova experiência generativa de busca

Como o Google SGE apoia editores e fornecedores de conteúdo

Uma diferença notável entre o SGE e seu antecessor, o Bard, é a ênfase no suporte ao ecossistema de editores. O SGE não apenas compõe suas respostas com informações de fontes específicas, mas também destaca os sites envolvidos na resposta, incluindo imagens em miniatura, títulos e URLs. Isso direciona o tráfego para os sites dos editores, fortalecendo o ecossistema online.

Embora o Google não cite diretamente uma página específica, ele sintetiza informações de várias fontes para criar respostas. Além disso, o Google busca corroboração factual em fontes confiáveis antes de exibir citações. Estas são geralmente de fontes online de alta qualidade.

É importante notar que o Google implantou avaliadores de qualidade de pesquisa para testar o SGE e fornecer feedback, visando melhorar a experiência global e a qualidade das respostas.

Google SGE e o futuro das buscas na internet

O Google SGE é uma mudança significativa na forma como conduzimos buscas online. Esta nova experiência, que combina inteligência artificial e inovação tecnológica, promete trazer uma dimensão mais profunda e interativa à pesquisa na internet.

No entanto, é importante destacar que o Google SGE não substituirá completamente a experiência de pesquisa existente que todos conhecemos. Em vez disso, está sendo lançado como um complemento e uma forma de testar o potencial da IA generativa na pesquisa.

À medida que essa nova abordagem se desenvolve e se torna mais amplamente acessível, será interessante observar como ela influenciará a forma como buscamos informações na internet e como o ecossistema de editores e fornecedores de conteúdo se adapta a essa mudança.

A inscrição para experimentar essa nova experiência de pesquisa está disponível por meio de uma lista de espera do Google Labs.

Leia também:

plugins premium WordPress