Avanti Marketing

blog

Será que vai pegar ou flopar? Conheça o Threads, a nova rede social da Meta

Uma grande movimentação tomou conta da internet na noite da última quarta-feira, 05 de julho, com o lançamento do Threads, a nova rede social da Meta. O hype foi tanto que, sete horas depois de ser disponibilizada para download, a plataforma já tinha 10 milhões de usuários.

Threads

O novo aplicativo tem como foco o compartilhamento de pequenos textos. As postagens podem ter até 500 caracteres e incluir links, fotos (individuais ou em carrossel) e vídeos de até cinco minutos. Também é possível compartilhar as publicações nos Stories do Instagram ou como um link em qualquer outra plataforma.

“Nosso objetivo com o Threads é pegar o que o Instagram faz de melhor e expandir isso para o texto, criando um espaço positivo e criativo para expressar suas ideias”, diz o anúncio no site da Meta

Novo concorrente do Twitter

Qualquer semelhança com o Twitter não é mera coincidência. As recentes turbulências na rede do passarinho azul abriram espaço para a chegada do Threads, que teve seu lançamento antecipado após  Elon Musk restringir a visualização de publicações no Twitter. 

Uma grande oportunidade para Mark Zuckerberg atrair usuários para longe do concorrente e consolidar seu quase “monopólio na internet”, afinal a Meta também é proprietária do Instagram, Facebook e WhatsApp. 

Em entrevista ao site The Verge , o chefe de produto do Instagram, Adam Mosseri, afirmou que a empresa sentiu que a “imprevisibilidade” no Twitter criou a necessidade de uma nova plataforma.

Primeiras impressões do Threads

A interface do Threads é familiar para os usuários do Instagram, os botões de comentário, compartilhamento e as guias estão posicionadas de maneira semelhante. A experiência é intuitiva e fácil de usar, porém quem estava habituado ao Twitter sentiu algumas diferenças:

➡️A linha do tempo é orientada por algoritmos – algo que já acontece no Facebook e Instagram – e não oferece a opção para um feed cronológico reverso.

➡️As mensagens que aparecem no feed não se restringem apenas às pessoas que o usuário segue, aparecem também postagens recomendadas de outros criadores de conteúdo. Muitas pessoas lamentaram a falta de uma linha do tempo “somente de seguidores” e Mark Zuckerberg esclareceu que uma nova opção será lançada em breve. 

➡️As hashtags não são válidas no Threads, aparecem como textos normais nas postagens, e ainda não existe um recurso para buscar textos ou assuntos específicos. 

➡️Não há por enquanto nenhuma funcionalidade parecida com os Trending Topics do Twitter, ranqueando os principais assuntos do momento. 

➡️A plataforma não oferece a funcionalidade de enviar mensagens diretas para outros usuários, as chamadas “DMs” do Instagram. 

➡️Por ora, o aplicativo está disponível apenas para os dispositivos móveis. No desktop, só é possível acompanhar as postagens. Fazer postagens, escrever comentários e seguir pessoas somente no aplicativo móvel da plataforma. 

O anúncio no site da Meta esclarece que, em breve, a plataforma terá novos recursos para ajudar a descobrir criadores de conteúdo de interesse, incluindo recomendações aprimoradas no feed e uma função de pesquisa mais robusta que facilita o acompanhamento de temas e tendências em tempo real. 

No entanto, de acordo com Mosseri, as DMs não devem fazer parte das funcionalidades da nova plataforma. 

Memes e trending topics

A agitação em torno do assunto foi tão grande na noite de lançamento que a expressão “Adeus Twitter” chegou aos trending topics da plataforma e, claro, não faltaram memes para consagrar a chegada do Threads. 

meme threads

Vai pegar ou flopar?

Apesar do potencial e da grande comoção no lançamento do Threads, ainda é cedo para saber se a moda vai pegar mesmo.  Com as recentes instabilidades do Twitter, é evidente que a Meta acertou no timing. 

Estar vinculado ao Instagram é outro ponto favorável, pois a plataforma pode se beneficiar da grande base de usuários do popular aplicativo de compartilhamento de fotos. 

Além disso, a Meta ter permitido acesso antecipado ao Threads para grandes empresas e influenciadores também foi um aspecto positivo, pois atraiu os fãs e já alimentou o feed com conteúdos pensados para o novo canal. 

Nesta quinta-feira, 06, a Netflix foi a primeira conta brasileira a alcançar 1 milhão de usuários na plataforma. 

Uma questão restritiva está relacionada à segurança. Por ser capaz de coletar uma ampla gama de informações pessoais,  o Threads ainda não está disponível na União Europeia, que possui regras rígidas de privacidade de dados. 

No entanto, vale destacar que esforços anteriores para desafiar o Twitter, como as plataformas Mastodon, Bluesky e Post, não tiveram o sucesso esperado e, até agora, não conseguiram alcançar o alcance do influente microblogging, que possui mais de 400 milhões de usuários em todo o mundo.

É esperar para ver os próximos passos. E, nós da Avanti Marketing, estaremos por aqui acompanhando tudo de perto! 

Curtiu esse conteúdo? Confira mais nosso blog

 

Leia também:

plugins premium WordPress